GACD

BEM-VINDOS ao Grupo de Amigos de Canelas do Douro (GACD), grupo este que tem como finalidade a união, a amizade e interacção entre todos os canelenses e durienses!

sábado, maio 02, 2009

Guerra de palavras...

quero, posso e mando Justiça musculada...

Exmos. Srs.Nos termos da Lei de Imprensa, Lei 2/99 de 13 de Janeiro, Capítulo V, Do direito à resposta Secção I - Direitos de resposta e de rectificação, exijo a publicação a publicação do conteúdo que se segue, nos mesmos moldes / página e destaque) da notícia “ quero, posso e mando Justiça Musculada ...Secretário da Junta página 13 da Edição 3728 do dia 13/03/2009.Após notícia publicitada neste Jornal semanal com o título “quero, posso emando Justiça Musculada… Secretário da Junta”, venho deste modo mostrar a minha indignação, visto tratar-se de um ataque directo sem que o jornal tenha apurado a veracidade dos factos relatados.O código civil no artigo 70, ponto 1 – “A lei protege os indivíduos contra qualquer ofensa ilícita ou ameaça de ofensa à sua personalidade física ou moral.” Deste modo, a afirmação e difusão de factos que sejam idóneos aprejudicar o bom-nome de qualquer pessoa acarretam responsabilidade civil.Face a este facto solícito que este jornal emita desculpas pelas difamações publicitadas bem como a reposição da veracidade dos factos.Na última sessão da Assembleia de Freguesia de Canelas o Secretário da Junta levantou objecção ao facto de estar presente uma pessoa não recenseada na freguesia de Canelas, informando que, caso o mesmo permanecesse a assistir à sessão, este não poderia sobre qualquer pretexto intrometer-se nas discussões. Este munícipe permaneceu na sessão extraordinária da Assembleia acompanhado de mais pessoas recenseadas na freguesia.Após a leitura e aprovação da acta da reunião anterior passou-se à discussão do primeiro ponto, o qual tratava a discussão da destituição do Presidente da Mesa da Assembleia. Este tinha acabado de se demitir do cargo que desempenhava assim como de membro da Assembleia, quando o Munícipe de Peso da Régua e Presidente da Freguesia de Vilarinho dos Freires, sem qualquer respeito pela Assembleia de Freguesia de Canelas, entreviu opinando contra alguns dos seus membros. Eu, Secretário da Junta, pedi ao munícipe o respeito pela Assembleia assim como o seu silêncio, a que o mesmo estava obrigado por lei. Parente a insistência do referido senhor, informei a Assembleia que eu mesmo abandonava a reunião questionando, enquanto saía da sala, o munícipe se o que pretendia era o fim antecipado da sessão, ao qual obtive confirmação de que esses seriam os seu objectivos.Só após este incidente é que os elementos do público abandonaram a sessão seguidos dos membros da Assembleia de Freguesia de Canelas, José Carlos e Paulo Primo. Seguiu-se o abandono do actual Ex-Presidente da Mesa e membro da Assembleia de Freguesia de Canelas, continuando a sessão com a substituição deste pelo 1º Secretário e este pelo 2º Secretário da Mesa de Assembleia. Verificado o quórum, a Assembleia de Freguesia deliberou continuar com a sessão discutindo um ponto que era urgente devido a prazos temporais deixando os restantes para um prolongamento da reunião. Só então foi dada por terminada a sessão.Sou uma pessoa devidamente formada e íntegra capaz de discutir aquilo que são as minhas convicções, sendo que em momento algum agi sobe influência ou motivado pelo Presidente da Junta, como refere a notícia.Nenhuma das obras que a Junta de Freguesia tentou efectuar ou solicitou a Colaboração da Câmara Municipal de Peso da Régua ao longo deste quadriénio, em prol da população de Canelas, se desvia daquilo que foram as promessas eleitorais que deram a esta Junta a maioria para o actual mandato. Sendo por isso infundada a frase “a Junta continue a fazer o que lhes vai na real gana”.A marcação das sessões ordinárias da Assembleia de Freguesia não sãocompetência da Junta de Freguesia, nem de qualquer elemento desta, não tendo sido verificada a marcação das mesmas sessões em falta por qualquer membro da Assembleia.Solicito juntamente com o pedido de desculpas a identificação/assinatura do autor/escritor do artigo/notícia. Sendo que as difamações anónimas não poderão ser permitidas por um jornal que ser que idóneo e isento. Cumprimentos,Bruno Matos

NR - Quem assinou o artigo ventilado foi José Carlos e Paulo Primo, quanto ao solicitado pedido de desculpas aqui ficam as desculpas pela falta das desculpas.

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Canelas do Douro said...

Senhor anónimo auto-intitulado militante do PSD... Não publiquei os seus comentários pois consideraram-se ofensivos, uma vez que se referia como "debilidade intelectual" e "marioneta" a alguem pertencente a esta freguesia. E se não ofendeu ninguem porque razão se apresenta como anónimo? Ah pois... tem a ver com a dignidade e honestidade intelectual...
Como pode ver não existe nem nunca existirá censura por parte do GACD, porque hoje é dia 2 e já está publicada a resposta não sendo necessário o dia 4 como referia.

11:53  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home


Visitor Map
Create your own visitor map!